Informe Ambiental 6  
30/11/-1

1

INFORME AMBIENTAL Nº 06,

16 a 29 de fevereiro 2010.

O clima influenciou o setor sucroenergético em 2009.

O alto índice de chuvas registrado no estado de São Paulo apresentou efeitos negativos imediatos e causaram dificuldades durante a safra, o excesso de chuva dificultou a retirada da cana da lavoura e a movimentação de

máquinas causam mais danos ao solo e a cultura, as mesmas chuvas provocaram perda de produção de 3,2 litros de etanol e 4kg de açúcar/tonelada de cana, perdas estas que multiplicadas por 513 milhões de ton., mais as

prováveis 40 milhões de ton. impossibilitadas de moer, significariam 1,8 bilhão de litros de etanol e 2,2 milhões de ton. de açúcar que poderiam ser produzidos.

Os efeitos do El Niño : A estiagem na região Norte e o excesso de chuva no Sul e Sudeste são conseqüências do El Niño, que deve permanecer até o segundo trimestre de 2010. O fenômeno é caracterizado pelo aquecimento

anormal das águas superficiais no Oceano Pacífico que afeta o clima global, mudando ospadrões de vento e os níveis de chuva em regiões tropicais, fazendo com que esses fiquem mais intensos.

Setor Agrícola

Usina Açucareira Furlan S/A.

Agro Pecuária Furlan S/A.

A chuva em seu regime pluviométrico normal favorece plenamente a cultura da cana-deaçúcar.

A chuva em excesso prejudica a colheita e afeta as condições do solo impossibilitando o movimento das máquinas agrícolas. Com o solo em condições normais as operações são realizadas com sucesso, já como solo encharcado, não da para ser tirada a cana da lavoura.

Fonte: Jornal da Globo, Revista Cana Mix , Revista Jornal da cana, e arquivo do Setor Agrícola.

 

« Voltar